Inicio  Excepcional Estádio Centenário de Montevidéu é declarado Monumento Histórico Nacional

Estádio Centenário de Montevidéu é declarado Monumento Histórico Nacional

683

(EFE).- O Estádio Centenário de Montevidéu, inaugurado em 1930 para a primeira Copa do Mundo e ao qual o ex-presidente da FIFA João Havelange comparado ao Partnon grego por sua contribuição à cultura mundial, foi declarado Monumento Histórico Nacional na segunda-feira.

"Foi um assunto marcante que os uruguaios tinham, um estádio conhecido em todo o mundo, que há muitos anos foi declarado monumento histórico do futebol mundial. Estamos fazendo algo que se há uma obra que merece é essa", disse à imprensa o ministro da Educação e Cultura, Pablo da Silveira.

Ele acrescentou que o Centenário é "um patrimônio histórico, futebolístico e arquitetônico".

"A obra do arquiteto (Juan Antonio) Scasso foi uma obra de vanguarda mundial absoluta quando foi construída em 1930. Tem um design fantástico, esteticamente e funcionalmente", disse o titular da pasta.

Por fim, da Silveira esclareceu que o fato de um prédio ser declarado Patrimônio não significa que ele esteja "condenado à imobilidade".

Em consonância com isso, o diretor da Comissão de Riqueza do Uruguai, William Rey, observou que um monumento histórico nacional "não é um bem congelado no presente e para sempre", mas "um bem que deve continuar a viver e gerar funções para torná-lo um bem vivo".

"A operação é uma parte essencial da manutenção e conservação; portanto, temos que deixar claro que a pior coisa que pode acontecer a um bem patrimonial é que ele perde usos, porque a conservação cai e há um vazio de significados", disse.

O presidente da Comissão Oficial de Gestão de Campo (CAFO), Ricardo Lombardo, comemorou a distinção e lembrou que "todos os uruguaios" têm "alguma experiência" no Centenário.

"Os jogadores de futebol ainda os têm, os fãs de rock, ópera, ciclismo, basquete, carnaval, em algum momento teve uma relação com isso e não deve haver construção de maiores raízes populares no país", disse ele.

Lombardo disse que a CAFO está conduzindo um programa de renovação colosso "envolvendo mudanças substanciais" e "uma mudança no modelo de negócio" devido à perda que sofreu em receita.

Por isso, afirmou que, sem recursos, a ideia é envolver indivíduos para que possam explorar empresas de lá.

Mais cedo, em entrevista à Agência Efe, ele havia apontado sua ideia de lançar o Plano 2030, um modelo de quatro áreas para que o cenário esportivo pudesse ser modernizado e, por sua vez, continuasse sendo o símbolo 'vintage' do futebol mundial.

Nesta segunda-feira, durante o evento, realizado na entrada principal do Centenário, essas autoridades juntamente com o presidente da Associação Uruguaia de Futebol, Ignacio Alonso, e o secretário nacional do Esporte, Sebastián Bauzá, descobriram uma placa alusiva à declaração.

Suscríbase
Las noticias en su email

Reciba las noticias, promociones, novedades y más

¡No enviamos spam! Lee nuestra política de privacidad para más información.